shidon soares


FARSA ALIENA

 

I

 

Madrugada via vestida de skipe

Escape me fala o som da tua voz

Clara imagem como num filme de Spyke Lee

O refelexo dos ególatras se espelhando no fluído

Plástica tela de ondas virtuais narcotizante

Corrente eletromagnética a se desdobrar em nuvens

Luzes vadias e vazias de calor

Pelo ar alguma ternura

A ternura de ser humano.

 

II

 

A via láctea é tão grande quanto os rios,

E é da mesma quantidade dos mares e dos ventos;

Somos um vértice em vórtice rodopiando no fogo,

As calotas do sol derramando suspiros de luz da humanidade.

 

II

 

Não há vida que conte uma diferença:

Todo pássaro se condensa num beija-flor de asas luminescentes.

Barro, somos feitos um para o outro;

Humanos, nos adoramos a nós mesmos.

E os ventos, que jamais pousam,

Estão a soprar outros ventos em outro lugar.

 

04.03.2013


 




Escrito por shidon às 21h30
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


EXISTO

 

Torço a cabeça para a direita,

Prego o olho no calendário

E nele leio os dias;

 

Os dias que passaram, o que agora passa

E os que virão.

 

E vejo outros dias calcados no calendário do tempo-espaço.

Aqueles que não existiram, não existem,

E jamais existirão.

 

Por vezes, muitas vezes,

A vida á o impossivel acontecendo.

 

04.03.3013




Escrito por shidon às 20h10
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
Histórico


Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis